quarta-feira, 17 de março de 2010

X, Y... Mendel?

"Eles dão muita importância a status e a um bom salário, mas não encaram o trabalho como algo importante em suas vidas. O emprego é apenas uma maneira de pagar as contas. Assim foi identificada a relação da Geração Y com o trabalho, segundo uma pesquisa publicada no Journal of Management, que comparou a relação com o trabalho em pessoas de três gerações diferentes.

A Geração Y é formada por pessoas nascidas no fim dos anos 1980, na era da Internet e da informação. A anterior, dos nascida na década de 1970, são os da Geração X.

Diferente da Geração X que fazia do trabalho algo central na vida, para os mais jovens trata-se apenas de um meio para pagar contas." - Puts, fonte esquecida... sorry!

Esta acabando a babaquice do "eu amo o que eu faço"?
Só falta jogar fora a necessidade do status... estará minada a base da ética protestante?
Haverá uma luz no fim do túnel?