quarta-feira, 7 de abril de 2010

As sílfides do paraíso

Mais uma idiota morreu por causa de uma lipoaspiração.

Não sei o que se passa com essa mulherada maluca; agradar aos homens é que não é. Pra agradar aos homens basta gostar de sexo e, de fato, fazê-lo (mesmo que a maioria dos machinhos sejam cagões e "amarelem", no fundo também gostam, apesar de as chamarem de "galinhas", mas já postei sobre isso).

Além da evidente baixa autoestima, a busca por resultados fáceis e a ganância também rolam nesse processo.

De modo análogo aos moleques que se injetam rios de esteróides sem nenhum conhecimento sobre o assunto e gastam toneladas de dinheiro com suplementos "miraculosos" as doidinhas, em vez de fazer uma dieta decente e alguma atividade física, optam pela "fácil" lipo (que não é nada fácil, já que é uma cirurgia com todos os riscos inerentes e um pós-operatório doloridíssmo).

A ganância vem da busca cega pela economia e facilidade de pagamento, que ofusca a busca por profissionais éticos e clínicas bem equipadas.

Do lado estético observo que as mocreias se agrupam em dois tipos: as com cara de traveco e as com cara de Glória Menezes.

Sobrancelhas finas que parecem de alguém que saiu de um incêndio.
Bochechas salientes como as do Fofão (nunca viu o Balão Mágico?).
Os olhos ficam afilados e quase um em cada têmpora.
A boca, ou fica parecendo uma buceta ou fica parecendo o Coringa.
Os dentes são tão brancos que acabam parecendo perereca de porcelana.
A tonelagem de botox impede qualquer expressão. Todas parecem o Chucky (ou a Ana Maria Braga) falando.
Aqueles melões ridículos, nitidamente artificiais, nunca combinam com o biotipo da proprietária. Sem falar que boiam na água, um negócio tosco.

 
Pelamordedeus, vão fazer terapia!
Eu não gosto de envelhecer também, mas tenham dignidade!

A única cirurgia da qual elas precisam seria uma que não existe: transplante (ou implante) de cérebro.

Donatela Versatti: olha que criatura!





Os caras também... olha a merda que o Paul Stanley fez!