sábado, 23 de abril de 2011

Os caras do sistema... a revanche!

Continuando com a idéia que parece ter agitado os colegas, traduzimos (esposinha english teacher com minha consultoria) mais um texto de Jack Allen (um ex-cara de sistemas) norte americano.

Antes de mais nada devo esclarecer alguns fatos que alguns "moleques" desmiolados colocaram nos comentários.

1º) Amar tecnologia é uma idiotice sem tamanho. Pessoas normais amam pessoas e olha lá. Pros primeiros eu sugiro arrumar uma mulher... ou um homem mesmo. Sai do armário pivete!

2º) Se frustrar com a carreira faz parte da constante g da vida. Nascemos para nos frustrar e saber lidar com isso. Se você não é assim ou é de Aldebaram ou é retardado.

3º) Gostar do que faz não tem absolutamente nada a ver com trabalhar. Comecei a programar em assembler no início da década de 80 num ZX81 feito em casa e adoro! Sem prazo, sem objetivos fixos, com criatividade, refazendo o que me desse na telha e com a "cara" que eu achasse conveniente. Se alguém te paga pra fazer algo é do jeito dele. Se trabalho fosse bom não te pagavam por isso.

4º) Pra mudar de carreira (assim como qualquer outra coisa na vida) não é preciso que ela "não tenha dado certo" (principalmente se você for imbecil a ponto de só enxergar o lucro), mas sim que você tenha culhão e saiba que a vida é uma só.

5º) "Vai ser pedreiro ou faxineiro!". Esse é mais um comentário estúpido e preconceituoso. Achar que a TI é uma profissão de "sangue azul" é um dos passos para uma vida besta. Ah! Sim, construção civíl é uma carreira comum entre os "ex-TI".

Feitas as considerações, enjoy!


10 carreiras alternativas para quem está esgotado de trabalhar com TI - Por Jack Wallen

Recentemente escrevi um artigo que causou um pouco de agitação. Esse artigo, 10 razões para parar de trabalhar com TI, trouxe à minha caixa de entrada uma enxurrada de e-mails concordando com as minhas razões e/ou pedindo conselhos sobre o que fazer. Depois de pensar um pouco, decidi que iria ser apunhalado ao escrever a continuação do artigo para tentar resolver a questão: "O que devo fazer então?" Aqui estão algumas possíveis carreiras alternativas para administradores e consultores que desejam sair da área de TI.
Algumas dessas ideias podem fazer sentido, enquanto outras podem fazê-lo dizer: "Quê?" De qualquer forma, olhe para essas ideias como sugestões que possam estar relacionadas ao seu ramo atual — você pode ou não já ter pensado a respeito. A relação com a TI, em alguns casos, poderá ser uma pequena extensão da mesma, porém, em outros, será bastante óbvia.

1: Conserto de Automóveis

Isto pode soar um pouco louco, mas os veículos modernos cada vez mais dependem de computadores. Na verdade, sem o computador em seu centro, o veículo moderno não seria capaz de realizar metade do que faz. Desde o controle de emissões à potência híbrida e ao controle de freio, os automóveis dependem de computadores. Esses computadores não são nada mais do que sistemas embutidos que dependem de outro computador para solucionar problemas, diagnosticá-los e remediá-los. E, já que a maioria dos administradores e consultores de TI adora a emoção de consertar coisas, tornar-se um técnico de automóveis faz todo o sentido. Uma vez garantido, você vai precisar da formação adequada para dar esse salto.

2: Dar aulas

O sistema educacional não tem número suficiente de professores dispostos a se esforçar para ajudar os futuros profissionais de TI a entender a carreira em que estão prestes a embarcar. Isso significa que você deve ingressar na área de educação de modo que possa colocar nas cabeças dos seus alunos que eles irão se frustrar incomensuravelmente durante sua carreira como consultor ou administrador? Não. Isso não significa, porém, que você pode prepará-los para a estrada desafiadora que terão pela frente. E muitos de vocês certamente irão entender quanta diferença isso teria feito em suas vidas se alguém os tivesse ajudado a se preparar para os desafios que têm enfrentado.

3: Trabalhar para uma empresa menor

Caso não esteja disposto a deixar completamente a área de TI, você poderá sair da posição nº 500 do ranking da Fortune e unir-se a uma empresa muito menor. Ter uma rede muito menor com a qual lidar, poucos computadores e usuários que não têm aquela conhecida mesma atitude para com você, irá remover um mundo de sofrimento dos seus ombros. Você até mesmo poderá entrar no mundo-sem-fins-lucrativos e realmente sentir-se querido e amado. Embora o campo SFL (NT: no Brasil são as ONG's) tenha sua própria série de dores de cabeça, ele quase não é tão intenso quanto poderia ser nos escalões superiores do capitalismo.

4: Arquitetura

Esta é outra carreira que exige mais preparo. No entanto, você gosta de números. Você gosta da ordem e da concepção do mundo ao seu redor. E você poderá aprender CAD mais rapidamente do que aprendeu sub-rede. Arquitetura é um daqueles domínios em que o céu poderia ser literalmente o limite. Você poderá passar algum tempo ao ar livre, estaria usando os números que tanto ama e teria um pouco de controle sobre seu próprio destino (talvez trabalhando por conta própria). Além disso, você não teria que lidar com redes que são derrubadas, falhas, usuários finais e programadores preguiçosos.

5: Programação

Você gastou anos lidando com bugs, bug squashing, e software em geral, então por que se juntar aos times de desenvolvedores e começar a programar para si próprio? A maioria dos programadores que conheço é boa, embora seja gente peculiar. Alguns deles vivem sós, trabalham longas horas e dedicam-se ao que fazem. Qual a maior diferença entre programadores e administradores/consultores? O estresse e as dores de cabeça dos programadores são específicos em sua natureza, e tendem a envolver apenas um ou dois grandes problemas (o código não irá ser compilado, os recursos precisam ser adicionados, etc.). Não vou enganá-lo ao fazê-lo pensar programação será uma rota mais fácil e menos estressante do que consultoria ou administração. Mas você não terá que lidar com a avalanche de problemas provenientes de quase todos os cantos de cada empresa que você entrar. 



6: Escrever

Uma das maiores ruínas no mundo de software e de hardware de computador é sua documentação. Como o mercado de software e hardware está em constante evolução, no minuto em que você acabar de ler um livro ou manual sobre o assunto, ele estará desatualizado. Isso significa que os manuais devem ser sempre atualizados, renovados, modificados. Tome essas habilidades como suas e construir uma marca para si mesmo. Escreva o manual para um software, hardware ou protocolo. Ou escreva um blog. Há milhões e milhões de usuários de computador lá fora, e a maioria deles não tem ideia do que estão fazendo. O mundo precisa de bons escritores de manuais de informática e de como fazê-lo (passo-a-passo), porque sabemos que os fabricantes não estão criando esses documentos.

7: Gerenciamento

Não que você nunca me veja trabalhando ao lado do gerenciamento da moeda, mas este campo é uma boa opção para muitos administradores e consultores. Isso é especialmente verdadeiro para consultores que tiveram que comandar sozinhos seu pequeno negócio e manter a bola rolando. Esses tipos possuem habilidades de marketing, gestão e comunicação necessárias para a administração. Mas entenda o seguinte: você estará trocando uma série de dores de cabeça por outra.

8: Pesquisa e desenvolvimento

Empresas prosperam na área de pesquisa, o que inclui empresas de tecnologia. O que os departamentos de P&D não precisam é de pessoas que não têm ideia do que estão falando. Como administrador ou consultor, você tem estado fora das trincheiras. Você sabe como as coisas funcionam versus como deveriam funcionar. Está plenamente consciente das necessidades do mundo real versus as necessidades criadas pela empresa. Uma voz como a sua poderá ser de um valor incrível para uma empresa criar a próxima grande sacada TI. É claro que P&D tende a viver apenas em grandes empresas, de forma que você terá que trilhar seu caminho entre os montes de currículos já acumulados nas mesas do RH. Descubra-o, e você poderá encontrar a combinação perfeita.

9: Cosmetologia

Eu sei, eu sei. Esta ideia pode parecer louca por fora, mas dê a ela uma chance. Primeiro, há uma matemática elegante na arte de design de cabelos. Estive durante um breve período na área e gostei muito. Você não somente estará lidando com pessoas reais com problemas reais (algumas questões um pouco maiores do que outras), como também verá resultados imediatos ao terminar. Não há urubus sentados à sua volta esperando para puxar seu tapete (inevitável no ramo de TI e de consultoria), não há que lidar com restrições orçamentárias ou falhas de segurança, não há horas horríveis... e nenhuma nuvem!

10: Agricultura

Não pude resistir. Com base na quantidade de leitores que realmente queriam “voltar às suas raízes” e serem agricultores, essa parecia ser a maneira perfeita de terminar esta parte. Agricultura pode muito bem ser uma das únicas profissões mais gratificantes na história das profissões. Sim, é um trabalho duro; sim, ganha-se pouco. Mas, cara, é uma boa maneira de recuperar-se. Cavando na sujeira, criando as coisas reais que sustentam a vida... o que mais você poderia pedir? Caso você escolha seguir essa rota, recomendo altamente que, em primeiro luar, faça um bom pé-de-meia, porque você não vai ficar rico com a gordura da terra. Sua alma poderá, mas... sua conta bancária? Nem tanto.

Fazendo uma pausa

Naturalmente, essas ideias são todas subjetivas, porém todos tem uma habilidade que possa ser desenvolvida fora da área de TI. Mesmo que não seja a habilidade mais comercializável, rentável ou gerenciável conhecida pelo homem, você terá algo para que possa voltar-se quando TI ou consultoria perder seu brilho. E, quem sabe, talvez uma ruptura com a área seja tudo o que você precisa. Tente ser um agricultor por alguns anos e então, caso precise, volte para a área de TI. Não se preocupe — trabalhos de administração e consultoria ainda estarão aqui. Você provavelmente terá que jogar um intenso jogo de pega-pega, mas voltará para a corrida mais rápido do que imagina.