domingo, 19 de dezembro de 2010

Natal... de novo...

Cá estamos de novo no fim de ano.
Aquela avalanche de promessas bestas, o desespero em consumir para compensar os 2/3 do ano trabalhando (e se locomovendo ao local do dito cujo) e os outros 1/3 tentando se recuperar, e aquela sensação inconsciente de que perdeu-se mais um ano.

Imagens de um velhinho gordo vestido de roupa de inverno vermelha em pleno trópico, dirigindo um trenó com "típicas renas brasileiras" e colocando criancinhas no colo gritando ho-ho-ho sem ir preso por pedofilia.


Ok, enjoy.
Um 2011 repleto de Prozac e Rivoril a todos.
E que a idéia de uma sociedade para  o Tempo Livre (parodiando Nelson Levy) floresça em vossas mentes.