segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Meritocracia

Acreditar na meritocracia, ou seja, que essa sociedade respeita o mérito e é ele que permite a mobilidade social, não é só tolice, também é uma mistura de egocentrismo, egoísmo e ganância.

A ascensão possível é dentro de uma faixa muito pequena. Um patamar minúsculo. Alguns burricos mordem a ponta da cenoura...

A maior parte das pessoas fica mortalmente ofendida quando digo que isso não existe. Seu ego enorme as faz crer que isso lhes tira algum mérito (e aqui entra a palavra em sua melhor acepção).

Na verdade, o conceito de mérito no âmbito social se refere a condições iguais numa disputa (vide a Monsanto), o que salvo a absoluta ignorância, não há como crer que isso seja verídico.
E como consequência, o conceito religioso de "esforço" também cai por terra.

Mais um belo documentário repleto de boas fontes para se refletir.
Qualquer discurso neoliberal semelhante ao daqui NÃO é mera coincidência.





Não é possível achar que em um futuro próximo a vida seja melhor.
Nas últimas décadas, nem sequer pode-se dizer que vivemos no capitalismo.

Não sei como alguém põe filhos no mundo... me parece egoísmo.
Talvez fosse mais decente lutar por reformas sociais profundas, mesmo que como luta entenda-se abrir mão dessa corrida pela cenoura...