sábado, 13 de novembro de 2010

O ócio...

Puxa, ando tendo várias idéias para escrever, mas nenhuma vontade em ir as vias de fato.
Sabe como é, a preguiça, ócio, procrastinação, enfim, a vagabundagem mesmo.

A saída da mundana capital paulista tem vantagens e desvantagens.

Começando pela primeira, já cito a ausência de pressa, a quase extinção do stress, a redução drástica da ansiedade desnecessária, o ar infinitamente de melhor qualidade, a inexistência do estranho calor calcinante do centro (tipo "Não Verás País Nenhum" mesmo), o esquecimento do sentido da palavra trânsito, praias, cachoeiras, reservas ecológicas, trilhas pra motoca, silêncio, silêncio, silêncio, silêncio e, finalmente, silêncio.


Uns amigos me disseram que estavam com inveja e outros que "um dia chegam lá".
Respondi calmamente que eles sabiam o quanto eu não era milionário (muito pelo contrário) e que tudo o que é delicioso aqui é absolutamente de graça.

Mas claro, desculpem a expressão e a linguagem, tem que ter culhão para largar a pocilga.

Aff, já me deu sono... a minha wi-fi por aqui da prioridade a rede, não a local ou a net, mas a rede mesmo.


Ops, esqueci das desvantagens...
Bem, não me ocorre nenhuma agora.